Banner Página Inicial

Divulgação

  • Divulgação2
  • Divulgação3
  • RWEP

Sociedade brasileira: violência e autoritarismo por todos os lados

Escrito por master.

Marilena Chauí

A filósofa Marilena Chaui analisa a situação política e econômica brasileira e comenta a ocupação das escolas paulistas

por Juvenal Savian Filho e Laís Modelli // http://revistacult.uol.com.br/

Desde o início dos anos 1980, Marilena Chaui tem proposto como chave de leitura de nosso país a ideia de que a sociedade brasileira é autoritária e violenta. Em obras como Cultura e democracia: o discurso competente e outras falas, de 1981 (que será reeditado em seus Escritos, publicados pela Editora Autêntica), a filósofa contraria a imagem de uma cultura nacional pretensamente formada pelo acolhimento recíproco e pela cordialidade, revelando estruturas enraizadas de hierarquização e de sedução pela autoridade.

Escola Sem Partido é a pedagogia do opressor

Escrito por master.

Marcelo Semer // http://justificando.com/

Insensatos

Entre as inúmeras faixas exibidas nas primeiras manifestações pelo impeachment, bem antes do vocabulário brasileiro ter incorporado a expressão pedalada fiscal, uma despertava particular perplexidade. Embora se dissesse que as críticas contra o governo Dilma fossem lastreadas em supostos atos de corrupção de alguns agentes ou por fracassos na economia, a faixa exigia o fim de algo muito maior. Era ridícula e ao mesmo tempo reveladora.

Teríamos compreendido melhor o que se passava sob nossos olhos se tivéssemos prestado mais atenção aquele esgarçado pedaço de pano em que estava escrito “Basta de Paulo Freire”.

A marcha contra a liberdade na Educação

Escrito por master.

Insensatos.jpg

Os criadores do projeto 'Escola Sem Partido' chegam ao ponto de atacar, na contramão do reconhecimento internacional, pensadores do quilate de Paulo Freire

Tatiana Carlotti // http://cartamaior.com.br/

Em plena marcha, o movimento Escola Sem Partido vem provocando uma forte reação de entidades científicas, educadores, pais e alunos preocupados com o a ameaça à liberdade dos professores em sala de aula. A reação não é um exagero. Há vários projetos de lei do movimento, dois em âmbito nacional.

Prejuízos Econômicos da Reprovação Escolar

Escrito por master.

Nonato MenezesCaos

No interior da escola a Reprovação é vista essencialmente como uma questão pedagógica, seja por suas motivações ou por seus inexoráveis danos.

Como se sabe, entre nós, a Reprovação não é um problema relevante, daqueles que provoquem debates ou intervenções de quem quer que seja nos sistemas escolares brasileiros. Regra geral é considerada assunto menor, apenas mais um problema que faz parte da rotina burocrática da escola. E, infelizmente, ainda é usada como instrumento de poder nas relações políticas educacionais.

Desvio de R$ 30 milhões do FNDE pode ter abastecido campanha de Beto Richa

Escrito por master.

Escola paralisadaJornal GGN - Denúncia divulgada pela Gazeta do Povo e repercutida pelo blog Esmael Morais aponta que um desvio de R$ 30 milhões de recursos federais que seriam destinados a escolas estaduais no Paraná teriam abastecido a campanha de reeleição do governador Beto Richa (PSDB), além de campanhas dos deputados Ademar Traiano (PSDB), Plauto Miró (DEM) e Tiago Amaral (PSB).

Trata-se de uma investigação da Polícia Federal sobre o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Partindo das irregularidades reveladas pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE), que julgou que R$ 13,9 milhões em verbas da União foram aplicados irregularmente e determinou a devolução do montante aos cofres públicos, o inquérito revelou outras camadas do esquema, envolvendo seis construtoras e políticos.